sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

EVITE CAIR NA MALHA FINA DA RECEITA FEDERAL!

DOUTOR! EVITE CAIR NA MALHA FINA!
Apesar de faltar pouco mais de um mes para o início da entrega do Imposto de Renda 2014/2015, alertamos para a quantidade de documentos que precisam ser reunidos e organizados para o preenchimento da declaração de ajuste do IRPF.
As dicas importantes que podem evitam a inclusão da declaração na malha fina da Receita Federal e a organização antecipada dos documentos. Que é a melhor maneira de evitar erros no preenchimento.
"Ao longo do exercício anterior é fundamental manter uma pasta ou arquivo com os documentos indispensáveis para enviar para o contador preparar a sua declaração. É preciso se organizar para evitar dor de cabeça no momento da entrega" e para não entregar documentos faltando para o CONTADOR.
Documentos Fundamentais:
> Documentos mais importantes que precisam estar em dia são:
> Informe de rendimentos dos bancos;
> Informe de rendimentos do empregador;
> Informe de rendimento dos convênios médicos(Unimed, etc..)
> Informe de rendimentos de gestoras e corretoras (para investidores);
> Recibos e notas fiscais de serviços médicos e odontológicos (inclusive internações de gastos com plano de saúde);
> Recibos, notas fiscais ou boletos pagos de despesas com educação do contribuinte ou de dependentes;
> Comprovantes de contribuição previdenciária para empregados domésticos com carteira assinada;
> Informe emitido pela imobiliária ou Boletos pagos de aluguel ou documento anual que comprove o pagamento das parcelas (tanto de locadores quanto de locatários);
> Cópia da declaração do Imposto de Renda do ano anterior (para comparação e checagem de informações);
> Recibos, notas fiscais ou boletos pagos de transações patrimoniais, como a compra ou venda de imóveis ou veículos.
> Livro caixa contabilizado com a apuração mensal e os DARFS do Carnê Leão;
> Informe de rendimento dos serviços prestados aos PLANOS DE SAÚDE , SEGURADORAS E COOPERATIVAS;
> Relação com a soma mensal do que foi recebido dos pacientes particulares;
> Relação dos pagamentos ou recebimentos efetuados a título de pensão alimentícia;
> Relação dos dependentes com nome, data de nascimento e CPF;
Malha fina
No exercício de 2013, 700 mil contribuintes ficaram retidos na malha fina da Receita Federal do Brasil, por divergências nas informações inseridas nas declarações de IRPF.
Mensalmente verificamos se algum cliente de IRPF da nossa empresa ficou na malha fina, ou teve alguma correção a fazer. Acompanhamos direto pelo site da RECEITA FEDERAL DO BRASIL. Se identificarmos alguma incorreção já verificamos do que se trata e informamos ao cliente e tomamos imediatamente a iniciativa de corrigir e enviar uma declaração retificadora. Evitamos assim que nosso cliente seja intimado a prestar esclarecimentos pessoalmente na Receita Federal.
Temos uma EQUIPE preparada para fazer a sua declaração de IRPF, e dessa forma você terá uma assessoria para atender qualquer demanda administrativa na Receita Federal do Brasil durante 60 meses. Ou até que a declaração prescreva.
Ligue para nossa empresa e peça para Falar com a Diretoria no tel: 2206-9602 para maiores informações sobre como ser assessorado pela nossa equipe.
Carlos Marinho
Contador Especializado em tributos para médicos.
carlosmarinho@grupomaximus.srv.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget